Muroya comenta a vitória em San Diego

Yoshihide Muroya comenta a sua vitória nos Estados Unidos da América

Yoshi manteve-se focado toda a semana

Com a vitória em San Diego, Yoshihide Muroya conquistou sob o sol da Califórnia mais um troféu para a sua coleção. Este vem juntar-se ao obtido no ano passado em Chiba perante 90 mil fãs.

Os especialistas na Red Bull Air Race têm apontado várias vezes Muroya como um piloto a seguir. No entanto, o piloto tem "caído" com frequência na Final 4 e isto poderá ser explicado de várias formas – inconsistência ou um andamento nos limites. Na abertura do campeonato em Abu Dhabi, as coisas também não lhe correram de feição e depois de ultrapassar o limite de forças G permitidas acabou por não passar da Ronda 14. Em consequência, começou o ano sem conseguir chegar aos pontos.


Em San Diego, fomos encontrar um Muroya mais focado. O piloto nipónico afirmou mesmo que foi a consistência que o levou à vitória. "Comecei a voar bastante bem logo desde os Treinos Livres 1. Encontrei a trajetória ideal desde o início e mantive-me fiel a esta. Foi aí que decidimos não mudar nada. Muitas vezes esforcei-me muito para chegar à Final 4, mas desta vez não foi assim".


O facto da corrida decorrer em San Diego também terá tido alguma importância, já que o piloto do Team Falken tem bastante experiência na zona. "Eu obtive a minha licença de piloto aqui na Califórnia. Voei muito por estas paragens ao ponto de me sentir aqui em casa. Fiquei feliz de voltar aqui e ainda mais por conseguir vencer" explicou.


Do ponto de vista técnico, há cada vez mais pilotos a optar por montar winglets nas suas asas. Muroya venceu em San Diego ainda equipado com as mais tradicionais wingtips, mas espera mudar para o novo sistema: "Nós queremos montar as winglets, mas precisamos de tempo para as conceber e produzir. Por isso espero fazer a mudança apenas lá para o fim da época. O sistema de wingtips parece estar a funcionar, por isso está tudo bem", acrescentou.


O próximo desafio para os pilotos da Red Bull Air Race é a terceira corrida do calendário, em Chiba – no Japão – onde Muroya venceu no ano passado. O piloto mostra-se agradado por correr em casa: "Há um grande entusiasmo no Japão e depois da vitória em San Diego sei que a corrida em Chiba vai ser dura. Mas estou certo que os fãs me vão apoiar muito e por isso não vejo a hora de lá chegar", concluiu.


A corrida em Chiba decorre nos dias 03-04 de junho. Bilhetes disponíveis AQUI.