Kevin Coleman

Informações sobre o piloto

Biografia do piloto

Race team

Na sua primeira temporada na Challenger Cup, Kevin Coleman conquistou três segundos lugares e uma vitória, posições que o conduziram ao terceiro posto na competição.

Kevin Coleman é não só o primeiro norte-americano a competir na Challenger Cup, mas também um dos mais jovens pilotos a competir nesta prova. Coleman começou a participar em festivais aéreos aos 18 anos e conseguiu um lugar na equipa de acrobacia aérea Avançada dos Estados Unidos, que compete no Campeonato do Mundo da FAI (Federação Aeronáutica Internacional). Competir em corridas é o desafio seguinte para completar as suas competências.

Natural de Louisiana, Coleman vem de uma família de pilotos de exibição em festivais aéreos e, com apenas algumas semanas de idade, viu pela primeira vez o seu pai atuar. Começou a ter aulas de voo e acrobacia aérea aos 10 anos, tendo como professor a lenda da aviação americana e membro do Aerobatic Hall of Fame, Marion Cole. Coleman voou pela primeira vez sozinho aos 16 anos, num Cessna 150 e num Super Decathlon de 180 cavalos. À licença de piloto privado seguiu-se, dois anos mais tarde, a licença de piloto comercial. Trabalhou como técnico de pista enquanto estudava gestão de tráfego aéreo na Louisiana Tech University e, logo a seguir, dedicou-se à carreira de piloto a tempo inteiro.

Coleman foi reconhecido como o melhor principiante no campeonato acrobático dos EUA de 2007 e no ano seguinte conquistou o terceiro lugar no mesmo evento. Tem atuado em festivais aéreos pelos Estados Unidos e também é piloto por contrato, além de continuar a sua carreira competitiva em acrobacias aéreas. Agora entra no mundo das corridas. Até ao momento, Coleman acumulou mais de 1.600 horas de voo, enquanto que, em terra, desenvolve a sua paixão de ajudar os jovens interessados na aviação através da Marion Cole Memorial Scholarship, que fundou.

Sobre o ingresso nas fileiras da Red Bull Air Race, Coleman disse: "Cresci a ver a Red Bull Air Race na televisão. Quando a prova começou, em 2003, eu tinha 13 anos e apaixonei-me imediatamente pelo conceito. A partir daí passei a dizer às pessoas que esperava um dia ser um piloto da Red Bull Air Race. E agora aqui estou. É literalmente um sonho de infância a tornar-se realidade."