Pete McLeod

Informações sobre o piloto

Biografia do piloto

Declarações do Piloto

Pete McLeod surgiu como um dos melhores pilotos em 2014 na sua terceira temporada na Red Bull Air Race, com três pódios, incluindo uma vitória em Las Vegas. O canadiano fez história em 2009, quando aos 25 anos se tornou no piloto mais jovem do campeonato e voltou a fazê-la em 2014 ao ser o mais jovem vencedor de uma prova. McLeod, que goza de grande popularidade no Canadá, emocionou os seus fãs com um par de pódios consecutivos no final da época de 2016 e pretende continuar a seguir essa via em 2017.

McLeod voou pela primeira vez com seis semanas de idade. Aos 3 anos agarrou os comandos ao colo do pai e aos 16 obteve a licença de piloto privado. Foi um piloto florestal realizado antes mesmo de se iniciar nas acrobacias, com 18 anos, conseguindo o diploma de instrutor acrobático em menos de um ano.

Após vários sucessos, como o campeonato North American Collegiate (enquanto obtinha o diploma de economia na Universidade de Western Ontario), McLeod competiu internacionalmente em acrobacia aérea clássica antes de mudar o seu foco para as corridas.

O rebelde do Canadá tem uma forma muito própria de voar, um estilo agressivo que transforma o Campeonato do Mundo numa guerra aberta e muitas vezes afronta favoritos de longa data. No passado, o estilo tudo ou nada de McLeod tanto o levava ao pódio como o enchia de penalizações. Mas em 2016 atingiu o equilíbrio entre a agressividade e a contenção. Não só conseguiu o terceiro lugar nas provas de EuroSpeedway Lausitz, na Alemanha, e de Indianapolis Motor Speedway, nos EUA, como o fez com uma precisão extraordinária, sendo o único piloto a conseguir cumprir toda a temporada sem bater num único pórtico.

Em 2017, a equipa McLeod inclui também o técnico Patrick Phillips, que cumpre a sua quarta temporada com o piloto, o analista de dados Jeff Hack e Charlotte Sandgaard como coordenadora da equipa.

"Para mim, a Red Bull Air Race é a expressão de algumas das melhores coisas da vida: velocidade e ousadia, competição de alto nível, um estilo de vida e tudo isso dentro de um avião!" afirma McLeod. "Depois de um ano de preparação em 2016, evoluí muito na consistência de voo. A equipa vai trabalhar mais no lado técnico do desempenho do avião para continuar a evoluir em 2017. O objetivo é tornar o avião mais rápido este ano e voar como no ano passado."